Libertem me

Desilusões, desilusões,  não aguento mais vocês! Tão frequentes! Tão presentes!  Deixem-me em paz! Esqueçam-me! Se afastem!
Por que tantas lágrimas tiram de mim? Por que gostam tanto de ouvir meus soluços? 
Por favor… vão embora. Não suportarei mais…
Minha aura não é mais a mesma, meus sorrisos amarelaram, mas meu coração continua batendo… E pra que?
Se minha existência tem algum sentido por favor,  lhes imploro, saiam e deixe me vivê-la. Deixe me senti-la. Deixem me amar.